POLÍTICA

Após conclusão de relatório da PF, Temer avalia se pronunciar.

Setembro 12 / 2017

O presidente Michel Temer discute com seus principais auxiliares fazer um pronunciamento nesta terça-feira (12) após a Polícia Federal ter concluído inquérito apontando indícios de uma organização criminosa formada por integrantes do PMDB.
 
Desde esta segunda (11), Temer tem discutido com seus principais auxiliares, como Eliseu Padilha e Moreira Franco, a ideia de fazer uma declaração pública sobre o relatório da PF. 
 
O presidente divulgou uma nota na segunda sobre o assunto, mas tem sido aconselhado a se posicionar publicamente para rebater o relatório. Um dos entusiastas da declaração pública é o marqueteiro do presidente, Elsinho Mouco.
 
O presidente, segundo seus auxiliares, tem dito estar "indignado" com o documento.
 
Para integrantes do Planalto, o relatório pode dar força à segunda denúncia que deve ser apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra Temer. 
 
De acordo com o relatório da PF, os investigadores encontraram indícios de formação de organização criminosa que envolvem o presidente Michel Temer, os ex-deputados Eduardo Cunha e Henrique Alves, o ex-ministro Geddel Vieira Lima e os ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha, todos do PMDB.


 Andréia Sadi

Categorias : POLÍTICA