BRASIL

Em museu, menina toca em homem nu em como forma de arte

Setembro 29 / 2017

Uma performance realizada durante a abertura do 35º Panorama da Arte Brasileira no Museu de Arte Moderna (MAM), em São Paulo, na terça-feira (26), está sendo acusada de incitação à pedofilia por internautas que se manifestaram nas redes sociais do museu, após fotos e vídeos da apresentação viralizarem na internet. 

Nelas, o coreógrafo carioca Wagner Schwartz apresenta "La Bête", em que seu corpo nu pode ser manipulado pelo público. A performance evoca um "Bicho", obra manipulável da artista Lygia Clark (1920-1988).

Na ocasião, uma criança que estava entre os espectadores interagiu com o artista, tocando em sua perna e em sua mão.

Em nota de esclarecimento publicada na página do Facebook do museu, os organizadores afirmam que a sala da apresentação estava sinalizada sobre o conteúdo de nudez e que "o trabalho não tem conteúdo erótico".

A instituição também afirma que a criança estava acompanhada de sua mãe.

A mesma performance havia sido apresentada nos dias 19 e 20 de agosto no Instituto Goethe, em Salvador.

Internautas acusaram a tal performance de incentivo a pedofilia, e já tentam promover o boicote, assim como aconteceu com a exposição do banco Santander nas obras em que mostrava adultos fazendo sexo com crianças e animais e ataque a fé cristã com deboche sexual a Jesus Cristo. O banco teve milhares de cancelamento de contas, principalmente de cristãos.






Por @beatrizmarks

Categorias : BRASIL