MARANHÃO

Laudo aponta que o sêmen encontrado na casa é do ex-padrasto de Alanna Ludmilla

Novembro 21 / 2017
Passado 15 dias do crime que chocou o município de Paço do Lumiar, polícia confirma que o sêmen encontrado na casa da menina Alanna Ludmilla pertence ao ex-padrasto Robert Serejo, réu confesso do assassinato da criança. O resultado foi divulgado por meio de laudo técnico na manhã desta terça-feira (21).

Cerca de 50 amostras de material genético foram coletadas na casa do assassino e nos corpos dele e da vítima através do trabalho desenvolvido pela análise forense. Agora, os peritos do Instituto de Criminalística (Icrim) continuam com os trabalhos e todos esses dados estão sendo processados para mais desdobramentos sobre o caso e, assim, chegar a elucidação de vez o crime, já que detalhes que podem ter sido omitidos pelo acusado.

De acordo com a Polícia Civil, até o final desta semana, os resultados dos laudos dos exames cadavérico e do local do crime deverão ficar prontos. “Os laudos vão ajudar a desvendar o crime, pois através deles vamos poder saber como o crime de fato aconteceu e, também, comprovar, ou não, a presença do assassino na cena do crime”, explicou superintendente da Polícia Técnica, Miguel Alves.
Relembre o caso

Alanna Ludmilla foi deixada em casa sozinha  pela sua Jaciane Borges Pereira para ir a uma entrevista emprego. Ao chegar em casa, a mãe não encontrou mais Alanna e casa estava toda aberta, sem sinais de arrombamento.

O corpo de Alanna Ludimilla Borges Pereira foi encontrado dois dias depois, no quintal da própria residência no Maiobão, em Paço do Lumiar.

O autor do crime, é o  ex-padrasto da menina, Robert Serejo Oliveira, que confessou a autoria do crime após ser preso quando tentava sair de São Luís.


Lene Alves ( Rádio Notícia Maranhão)

Categorias : MARANHÃO