92 ESPORTES

Números mostram que a seleção de vôlei é o melhor time do século entre os coletivos

Janeiro 12 / 2018

É sempre muito complicado fazer comparações entre esportes diferentes. Mas, se levarmos em conta apenas os números, a seleção masculina de vôlei do Brasil é o melhor time do século entre todas as modalidades coletivas. Finalista das últimas quatro Olimpíadas (dois ouros e duas pratas) e dos últimos quatro Campeonatos Mundiais (três ouros e uma prata), o time só é "ameaçado" nesse ranking pelo hóquei na grama holandês feminino.

Vôlei e hóquei na grama tem um calendário semelhante. Além da Olimpíada, as duas modalidades têm um Campeonato Mundial a cada quatro anos (2002,06,10,14). Nos anos ímpares, são realizadas competições menores, mas importantes também, casos da Liga Mundial, Copa do Mundo e Grand Prix (vôlei) e Troféu dos Campeões e Liga Mundial (hóquei).

Neste ano, o Brasil disputa o Mundial em setembro, com a sede compartilhada entre Bulgária e Itália. A seleção feminina da Holanda disputa o Mundial da modalidade em julho, na Inglaterra.

Desde 2001, a seleção masculina de vôlei do Brasil tem duas medalhas de ouro e duas de prata em Olimpíadas, três ouros e uma prata em Mundiais, além de oito Ligas Mundiais, duas Copas do Mundo e quatro Copa dos Campeões. Já a seleção feminina da Holanda tem o mesmo desempenho em Olimpíadas (dois ouros e duas pratas), resultados um pouco piores no Mundial (dois ouros e duas pratas), quatro títulos no Troféu dos Campeões, duas Ligas Mundiais e cinco Campeonatos Europeus.

Nas oito finais de grandes competições que participou, o Brasil enfrentou cinco seleções: Rússia (Mundial 2002 e Olimpíadas 2012), Polônia (Mundiais de 2006 e 2014), Cuba (Mundial de 2010), Itália (Olimpíadas de 2004 e 2016) e Estados Unidos (Olimpíada 2008). Já a seleção feminina da Holanda enfrentou Argentina (Mundiais de 2002 e 2010, e Olimpíada 2012), Austrália (Mundiais de 2006 e 2014), Alemanha (Olimpíada 2004), China (Olimpíada 2008) e Grã Bretanha (Olimpíada 2016)

Seleções de outras modalidades também se destacaram no século, mas sem chegar nas finais das quatro Olimpíadas e dos quatro mundiais. O basquete feminino dos Estados Unidos, por exemplo, é tetracampeão olímpico, mas não chegou nas quatro finais do Mundial neste século. Além disso, o basquete tem um calendário bem pobre em termos de competições.

O time feminino de futebol dos Estados Unidos conquistou três ouros olímpicos no período, mas não passou das quartas nos Jogos do Rio. Em Copas do Mundo, foi campeã uma vez, vice em outras, e conquistou ainda dois bronzes.

O time masculino de handebol da França também demonstra uma força incrível. São cinco títulos mundiais no século, mas com a ressalva que, no handebol, a competição é disputada de dois em dois anos. Ou seja, foram cinco conquistas em nove edições, nas outras quatro, não foi à final. Em Olimpíadas, foram dois ouros, uma prata e uma queda nas quartas de final. Bons números, mas aquém do vôlei brasileiro.

A seleção feminina de polo aquático dos EUA vai pelo mesmo caminho. Foram cinco títulos mundiais no século, além de de uma prata, e três edições sem pódio. Em Olimpíadas, no período, foram dois ouros, uma prata e um bronze.

A seleção masculina de hóquei da Austrália foi à final dos últimos quatro Mundiais, com dois ouros e duas pratas, mas em Jogos Olímpicos teve um ouro e dois bronzes no período, ficando fora do pódio na Rio 2016.

Por:G1

Categorias : 92 ESPORTES